Educadores da rede municipal participam de curso de primeiros socorros da FMJúnior

Tornar as escolas da rede municipal de Jundiaí um lugar mais seguro em eventuais ocorrências emergenciais, esse é o objetivo do Curso de Primeiros Socorros, para diretores da rede municipal de ensino, promovido pela FMJúnior, apoiada pela Faculdade de Medicina de Jundiaí, em parceria com a Unidade de Gestão de Educação (UGE) e articulação da Rede Jundiaí de Cooperação, vinculada à Unidade de Gestão de Governo e Finanças (UGGF), que teve início nesta sexta-feira (8).

A abertura oficial do curso contou com a presença do gestor de Governo e Finanças, José Antonio Parimoschi, da gestora de Educação, Vastí Ferrari Marques, do diretor da Faculdade de Medicina de Jundiaí (FMJ), Evaldo Marchi e do CEO da FMJúnior, Guilherme Bellato, diretora da Rede Jundiaí de Cooperação, Daniele Ruiz e diretora do Departamento de Formação da UGE, Silvia Magalhães.

Participam do curso 200 diretores, coordenadores e assistentes de escolas do Ensino Fundamental da rede municipal, divididos em duas turmas. Dentre os temas abordados, os participantes aprendem sobre parada cardiorrespiratória, engasgos, crises convulsivas e queimaduras. Os educadores treinam manobras de salvamento em manequins com sensores, o que aprimora a técnica aprendida.

“A FMJ é um celeiro de conhecimento. Esse curso é de grande importância para ajudar os profissionais de educação em momentos para o salvamento de vidas. Jundiaí é uma boa cidade porque tem pessoas comprometidas em colaborar na resolução de problemas, exemplo é o Guilherme, que teve a ideia de promover essa capacitação pela FMJúnior”, afirmou Parimoschi.

O objetivo é que as escolas de Jundiaí sejam lugares cada vez mais seguros e que, na eventualidade da ocorrência de alguma emergência, profissionais estejam capacitados para fazer um primeiro atendimento. “A escola é um órgão vivo e essa parceria da Escola Inovadora com a FMJúnior só tem a somar. Aprender sobre como atuar em uma eventual situação de emergência é primordial para ajudar as crianças bem pequenas, como também outros profissionais até conseguir chamar o atendimento especializado”, lembrou a gestora de Educação, Vastí.

Para Guilherme Bellato, idealizador e fundador da empresa, “Nossa missão é disseminar o conhecimento correto, ensinar as pessoas a saberem o que fazer e o que não fazer em determinadas situações de emergência, enquanto o atendimento especializado não chega. O foco é reduzir o número de mortes evitáveis”, comentou.

Para o Dr. Evaldo Marchi, diretor da FMJ: “Esse projeto da empresa júnior representa a concretização do empreendedorismo dentro da FMJ. Uma empresa organizada por alunos, assistida pela faculdade, possibilitando que as escolas tornem-se mais seguras”.

Diretores e educadores estavam com os olhos fixos e atenção totalmente voltada para as explicações. “Já fiz muitos com essa abordagem, mas esse foi o melhor, pois a parte teórica foi rápida e a parte prática foi realmente mão na massa. Agora vou passar para a equipe escolar”, comentou a diretora da EMEB Cléo Nogueira Barbosa, Lisandra Santos.

A empresa júnior já treinou funcionários do DAE, do Mundo das Crianças, do Parque da Cidade e da própria Faculdade de Medicina de Jundiaí e proporciona uma experiência realística em suas capacitações.

O curso se repetirá no dia 22 de outubro, com a segunda turma, com mais 100 educadores de escolas do Ensino Fundamental.curso-primeiros-socorros-educacao_c_-89

curso-primeiros-socorros-educacao_c_-4

curso-primeiros-socorros-educacao_c_-33